Fale Conosco agora (41) 99934-2625

Dicas

Dicas

  • Nunca armazenar o tecido em forma de “fogueira” ou no sentido vertical. Os rolos devem ser empilhados em paralelo e devem estar apoiados completamente na lateral (Empilhamento máximo de 5 rolos).
  • Armazenar em local seco, sem incidência direta de luz solar.
  • Proteger o ambiente contra roedores e pragas.

Para que as roupas brancas fiquem bem claras, basta colocar uma tampa de álcool de cozinha na água com sabão em pó e deixar de molho. Não adianta deixar a roupa de molho de um dia para o outro, pois o sabão em pó perde o efeito dele depois de três horas.

Outra dica é juntar um punhado de sementes de mamão, triturar no liquidificador, coar em pano de saco, colocar o sumo coado em uma bacia com água, diluir e mergulhar a roupa manchada. Após isso deixe a roupa de molho por três horas e depois lave com sabão.

  • Ao usar qualquer solução para tirar manchas de roupas ou de tecidos, convém fazer antes um teste numa pontinha mais escondida da roupa, para ver o resultado. Se o tecido desbotar, depois de usado o produto, ou tirada a mancha, é só lavar o ponto atingido com uma mistura de duas partes de água para uma de vinagre.
  • Ao limpar a mancha de um tecido, procure estender a parte manchada sobre um mata-borrão ou um outro tecido para que o líquido empregado na limpeza não se espalhe muito.
  • Se ficou um círculo em volta da mancha já tratada, convém estender esta parte esticada sobre o vapor de água fervendo; isto é ótimo.
  • Após o uso de amoníaco ou de outro ácido para eliminar uma mancha é necessário lavar bem a mancha, logo em seguida à operação.
  • Para limpar e desengordurar as golas das roupas, usa-se uma solução de amoníaco, na proporção de 1 colher (sopa) para 1 copo de água.
  • E lembre-se, quanto mais cedo se tratar uma mancha mais facilmente ela sairá.
  • Todos os tecidos aqui não especificados são de cor branca ou de cores firmes.
  • Antes de usar qualquer produto de tira-manchas, use primeiramente sobre o local um pouco de sal umedecido; isso facilitará sua remoção.
  • O primeiro passo é entender o que as etiquetas de cada roupa quer dizer. Como uma bula de remédio ela diz a indicação de lavagem e secagem, o tipo de tecido e manutenção ideal para a peça.
  • Antes de lavar separe as roupas por cada tipo de tecido. Passe primeiramente as de Nylon, pois é um tecido muito sensível e exige cuidado. Ele pode ser desamassado com facilidade, por isso, mesmo com o ferro na temperatura mais baixa é possível alisá-lo.
  • As de Lycra também apresentam muita sensibilidade, passe com movimentos bem rápidos e temperatura amena, de forma que o tecido não fique em contato constante com o ferro de passar.
  • A seda possui um brilho natural que pode ser eliminado com um ferro quente ou pode ser passado no avesso. Evite o vapor nesse tipo de roupa.
  • O poliéster deve sempre ficar para o final, pois ele exige uma temperatura mais alta e muita dedicação já que é um tecido rígido e que resiste ao calor. A melhor dica para esse tecido é abusar do ferro a vapor que irá torná-lo mais maleável e fácil de passar.
  • Os sintéticos são mais fáceis de passar, pois eles assimilam o calor com maior rapidez. É preciso ser rápido na hora de passar esse tipo de tecido e evitar o excesso de calor para não criar um brilho indesejado. O ideal é usar a temperatura para lã.
  • Para roupas de algodão use ferro a vapor, pois a umidade facilita o processo. Resistente ao calor pode demorar a alisar se for feito a seco.
  • Como a seda, o veludo pede que seja passado sempre pelo avesso.

Como lavar?

Lembre-se sempre: “Para qualquer item, o ideal mesmo é olhar as instruções na etiqueta da peça, que orientam a forma adequada de lavar”. Se você puder lavar os itens em casa, deixe o edredom ou o cobertor de molho antes de colocá-los na máquina. Use sabão líquido ou dissolva o sabão em pó para que a peça não fique com resíduos do produto de limpeza.

A secagem varia de acordo com o tecido e volume do acolchoado ou das fibras dos cobertores. Lave em dias quentes e seque preferencialmente ao sol. Em apartamentos, onde normalmente a incidência de luz e calor solares não é intensa e constante, o edredom ou cobertor podem levar de dois a três dias para ficar enxuto.

Antes de retirar do varal, certifique-se de que a peça esteja completamente seca, porque microrganismos podem se propagar devido à umidade.

Uso e armazenagem

Se a peça ficou guardada no armário por meses sem nenhuma proteção, o recomendável é lavá-la antes de usar, porque pode haver acúmulo de poeira. Caso o edredom ou cobertor tenha sido guardado em um saco sem nenhuma ventilação, o ideal é higienizá-lo também.

Para resguardar os tecidos do pó, embale-os em pacotes e invólucros apropriados. O ideal são os sacos de TNT, que permitem a ventilação, ou os plásticos especiais, que possibilitam retirar o ar da embalagem. Este sistema a vácuo evita o acúmulo de pó nas peças e elimina a possibilidade de propagação de microrganismos.